• 25 de julho de 2012

    Ciúmes

    – Então, eu fico louco quando acontece isso.

    – Imagino que sim, mas me diga, esse rapaz que escreveu “linda” no facebook da sua namorada, é realmente uma ameaça?

    – Como assim?

    – Pelo que você me conta, estás com ciúmes dela não é?

    – Sim.

    – Então, para sentir isso você está percebendo o carinha como um “intruso” perigoso se eu bem te conheço não é?

    – (risos) É, já aconteceu antes né?

    – É.

    – Mas eu não quero mais sentir isso desta forma.

    – Perfeito, então me conte, o fato de ele dizer “linda” para a sua namorada, quer dizer, especificamente que o seu relacionamento está por um fio?

    – É, na verdade não.

    – Pois é, de que forma você pode encarar este comentário de modo que você sinta outra coisa além de ciumes?

    – Hum… (Pensativo) posso imaginar que ela é linda mesmo e que está sendo apreciada por outras pessoas. E que eu estou com essa pessoa linda.

    – Bem mais interessante não é? Como você se sente pensando desta forma?

    – É mais leve, pensando assim consigo até “ficar contente” com o comentário. (risos)

    – Com certeza.

    Ciúme é uma atitude mental. Pode ter suas origens em limites muito rígidos em relação as “fronteiras” do relacionamento, baixa auto-estima ou em uma percepção real de que o relacionamento está “em perigo”.

    “Fronteiras” muito rígidas são aqueles relacionamentos em que qualquer pessoas que se aproxime do outro é um perigo em potencial, a pessoa vê amigos, desejos ou atividades do conjugue  como elementos perigosos que podem roubar a pessoa amada.

    A auto-estima baixa pode ter a ver com insegurança – a pessoa não se julga competente para manter uma relação, não percebe que sabe o que fazer, auto-imagem – a pessoa não consegue se imaginar como uma pessoa que pode ter um relacionamento satisfatório ou com um problema em outra área da vida da pessoa que está deixando-a insegura e essa emoção está sendo canalizada para a relação.

    A terceira origem é quando a auto-estima está em dia e os limites são adequados. É quando percebe-se que a relação está, de fato, definhando. Neste momento o interesse por outra pessoa pode soar como um interesse de fato e está na hora do casal conversar sobre o que está acontecendo, sobre como recuperar a paixão, amizade e amor que o relacionamento tinha antes. É o momento de reavaliar o relacionamento.

    Abraço

    Visite também o nosso site: www.akimpsicologo.com.br

    Comentários